Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Posted by on fev 26, 2017 in Vitaminas | 0 comments

Vitamina B1 (tiamina)

Gostou deste artigo? Compartilhe

A vitamina B1 (tiamina) faz parte do conjunto de vitaminas chamado complexo B, e também a primeira vitamina do complexo B a ser descoberta. É também conhecida como tiamina, e ela é muito importante no dia a dia de nossas vidas, pois é ela que nos deixa mais cheios de vitalidade e bem-dispostos para a vida.

Ela é uma vitamina hidrossolúvel, sendo assim ela é excreta facilmente pela urina não sendo armazenada no organismo, por este motivo tem que se consumir diariamente a vitamina B1.

Funções e benefícios da vitamina B1

Ajuda a transformar o açúcar em energia: Pois auxilia no metabolismo da glicose.

Auxilia na atividade física: Por agir no metabolismo de energia, ela gera energia que é fundamental para a prática esportiva.

Muito importante para o sistema nervoso: Por que também os neurônios dependem da energia para a seu bom funcionamento.

Também é importante para que músculos, coração e sistema nervoso funcionem perfeitamente: Porque ela auxilia na produção do neurotransmissor chamada acetilcolina, que é responsável pela transmissão de mensagens dos neurônios aos músculos, incluindo o coração.

Combatem radicais livres: Além de ter a capacidade antioxidante e proteger as células contra os radicais livres, também atua contra o desenvolvimento de canceres. 

Ajuda no ganho de massa muscular: É uma boa vitamina para atletas, pois auxilia no ganho de massa muscular.

Mantêm a saúde dos olhos: Estudos indicam que a falta da vitamina no organismo tem relação com o aparecimento de catarata. Então uma forma de nos proteger deste mau sinal é o seu consumo.

Deficiência da vitamina B1 no mal do Alzheimer

Pesquisas recentes revelaram que uma deficiência da vitamina B1 pode levar ao mal do Alzheimer. Pois ela melhora a função cognitiva, e sabemos que em idosos sua absorção é precária.

E por isso a sua falta pode ocasionar a demência em pessoas idosas. O ideal é ter um acompanhamento na dieta dos idosos e também em medicações que o mesmo possa estar ingerindo, pois o uso de diuréticos e o consumo de álcool podem aumentar a excreção da vitamina B1.

Leia também: ↓↓

Qual a dosagem diária para a vitamina B1

A dosagem diária recomendada é muito relativa, pois influenciam alguns fatores como: idade, sexo, o tempo de gravidez e lactação.

  • Homens recém-nascidos a adultos maiores de 19 anos (0,2 mg a 1,2 mg).
  • Mulheres recém-nascidas a adultas de 19 anos (0,9 mg a 1,1 mg). Agora grávidas maiores de 14 anos a grávidas até de 50 anos (1,4 mg).
  • Já lactantes maiores de 14 anos a lactantes até 50 anos (1,4 mg).

Entre estes fatores e outros se recomenda 1,3 a 1,5 mg, o equivalente a uma xícara de levedura de cerveja, por exemplo.

Vídeo: As funções e os benefícios da vitamina B1

Sintomas da falta (deficiência) da vitamina B1

A deficiência prolongada desta vitamina pode levar a uma doença conhecida como: beribéri, encefalopatia de Wernicke e síndrome de Korsakoffi. Além de dificultar os movimentos, causa inflamação dos nervos, fraqueza geral, irritabilidade e perda de apetite e de energia. Também provoca dormência nos pés e nas mãos, pouco fôlego, problemas cardíacos, inchaços e distúrbios digestivos.

Esta carência ocorre em pessoas com dependência de álcool, desnutridas, vômitos frequentes, após cirurgia bariátrica. E o álcool, café, cigarro e antiácidos são alguns fatores que prejudicam a absorção da vitamina B1.

Sintomas do excesso (toxicidade) da vitamina B1 

É bem difícil de acontecer por se tratar de uma vitamina hidrossolúvel, pois é eliminada pelo corpo rapidamente. Agora uma alta dosagem podem acarretar alguns problemas como: causar uma sensação de calor acompanhada de fraqueza. E algumas outras como: insônia a dor de cabeça, sudorese, náuseas, agitação, respiração difícil e aperto na garganta.

Principais fontes de vitamina B1

Vitamina B1-alimentos-função-bula-preço-engorda-excessoFontes: Arroz integral, cereais integrais, pão integral, ervilha, nozes, feijão, fígado, rins, carne de porco, peixes, ovos.

Gostou deste artigo? Compartilhe

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *